Ainda é o melhor !

Ainda é o melhor !

            Apesar de não possuir nenhuma estação de rádio, de televisão, de jornal ou de qualquer meio de publicidade que divulgasse os trabalhos realizados, o prefeito Jonas Demito junto ao seu secretariado e auxiliares continua trabalhando em benefício do povo balsense. Falou-se de uma cidade esburacada. É a única conversa circulando a respeito da administração atual. E porque não se fala da qualidade da educação municipal, dos serviços de saúde dispensados, dos projetos da ação social amparando crianças, jovens, adultos e idosos, dos projetos agrícolas, das finanças que ainda pagam contas das administrações anteriores, entre elas quase cem processos trabalhistas dos anos1992 a2000, da folha de pagamento que não chega a atrasar de um mês e mais ainda !  A mídia de Balsas está a serviço de quem ? dos quais interesses ?

            Uma campanha eleitoral está se preparando. Tem-se costume de ganhar uma eleição distribuindo favores de toda natureza.O que será a campanha 2004 ? Revendo e relendo a história, deparamo-nos constantemente com uma oligarquia contornando as lutas populares procurando se libertar do cerco da dependência. Chegou a hora de entender que distribuir favores é instrumento de desprezo do ser humano. Chegou o momento de entender que o verdadeiro PODER reside na consciência que cada cidadão tem de sua DIGNIDADE. Por isso, todo trabalho do despertar da consciência contribui ao crescimento da cidadania. Toda organização buscando seus direitos e cumprindo seus deveres merece respeito.

            O eleitor de Balsas é convidado a refletir JÁ sobre o tipo de Governo municipal que quer e sobre seus candidatos. O cidadão que depositará seu voto de acordo com o favor recebido, já terá recebido o que merece; o cidadão que depositará seu voto de acordo com a vontade de unir esforços para melhorar a cidade, seu emprego, sua qualidade de vida receberá todos os dias as respostas do seu sonho.

            Que sonho pode ser este ? Sonha-se de um município onde reinará a liberdade, onde os direitos humanos serão respeitados, onde serão garantidas as condições básicas da vida, onde existirão novas relações de igualdade, de respeito, de autenticidade, um mundo onde o outro não será o inimigo mas será aceito como uma parte de si mesmo, um mundo onde todos terão acesso às riquezas, onde todos se respeitarão e viverão sua autonomia na cumplicidade das diferenças. Eis um município do futuro onde poderão ser arvoradas as bandeiras de diversos Estados deste país.

Balsas, 30 de abril de 2004

                                                                   Victor Asselin